Resenha: Abandono - Meg Cabot

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Título: Abandono
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera
Gênero: Fantasia, Romance
Ano: 2013
Páginas: 304
Nota: ♥♥♥ (4/5)

Sinopse: Pierce tem dezessete anos de idade e sabe o que acontece quando morremos. É assim que ela conheceu John Hayden, o misterioso estranho que fez ela voltar a vida normal — ao menos a vida que Pierce conhecia antes do acidente — quase inacreditável. Embora ela pense que escapou dele — começando em uma nova escola em um novo lugar — confirma-se que ela estava errada. Ele a encontra. O que John quer dela? Pierce acha que sabe… também acha que ele não é um anjo da guarda, e seu mundo sombrio não é exatamente o céu. Mas ela não consegue ficar longe dele, especialmente porque ele está sempre lá quando ela menos espera, exatamente quando ela mais precisa. Mas se ela deixa cair qualquer coisa, ela pode se ver no lugar que ela mais teme. E quando Pierce descobre uma verdade chocante, sabe de onde John a salvou: o submundo.

Mantive minhas expectativas altas quanto à Abandono, então acho que foi isso que me fez não gostar tanto quanto poderia. Eu, como uma grande fã da Meg Cabot e admiradora da mitologia grega, quase tive um ataque quando descobri que ela havia escrito um livro baseado no mito de Hades e Perséfone. Praticamente obriguei minha amiga a me dar o livro de aniversário, e gostei bastante, apesar de ter ficado intrigada com algumas coisas.

Em Abandono, somos apresentados à Pierce Oliviera, uma garota de 17 anos que quando tinha 15 passou por uma EQM (experiência de quase-morte). Mas ela não viu uma luz no fim do túnel nem nada desse tipo. Ela realmente morreu e teve a sorte tremenda de conseguir voltar. Durante esse tempo na morte, ela conheceu John Hayden - um adolescente de aspecto sombrio que parecia ser o chefe daquele lugar. E, mesmo depois de escapar, ele continua a segui-la e tornar sua vida uma confusão...

Pierce é uma personagem fraca, comparada à tantas outras protagonistas incríveis que Meg Cabot já criou. Ela não foi abandonada nem isolada por outras pessoas. Ela fez isso a si mesma. Eu achei ela chorona e boba em alguns momentos, com algumas atitudes que ela tomou.

John Hayden, por outro lado, é um adolescente misterioso e muito sozinho, forçado a comandar o Submundo dos mortos. Não entendi muito da história dele - é um cara difícil de se decifrar - mas houve momentos da leitura que eu quis entrar no livro e abraçá-lo, de tão triste e abandonado que ele parecia.

A escrita de Meg é incrível, em primeira pessoa. Apesar de ser um pouco confusa, uma vez que Pierce mistura sua narração entre presente e passado, depois que eu me acostumei foi fácil de entender e eu literalmente li em uma sentada. Algumas coisas na história eu achei que aconteceram de repente e eu estranhei. O final foi bom, mas poderia ter sido melhor e mais surpreendente. Apesar da história ter como base o mito de Hades e Perséfone, não esperem muito mais referências do que isso. É um história nova e diferente, e não uma recontação exata do mito.

A capa é linda, e, mesmo eu não gostando de capas com foto de gente nela, esta está de parabéns. As páginas são amarelas e no início de cada capítulo, temos trechos de A Divina Comédia, de Dante Alighieri, no qual ele descreve sua visita ao Mundo Inferior.

Como Abandono é o primeiro livro de uma nova trilogia, ele é mais uma introdução do qualquer outra coisa. Eu estou bem ansiosa para ver se a continuação, Submundo, melhora em questão de amadurecimento dos personagens e um enredo melhor.

Eu gostei de Abandono, mas ele realmente poderia ter sido melhor. Mas para quem é fã da Meg Cabot e também gosta de mitologia grega, ele é o livro perfeito e eu super recomendo!

Kisses,
Hannah Mila

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!