Resenha: Como Treinar O Seu Dragão - Cressida Cowell

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Título: Como Treinar O Seu Dragão
Autora: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Gênero: Fantasia, Infanto-Juvenil
Ano: 2010
Páginas: 224
Nota: ♥♥♥♥♥ (5/5)

Sinopse: 
Soluço Spantosicus Strondus III foi um extraordinário herói viking. Chefe guerreiro, mestre no combate com espadas, era conhecido por todo o território viking como "O encantador de dragões", devido ao poder que exercia sobre as terríveis feras. Mas nem sempre foi assim... Neste livro estão as memórias da época em que Soluço era apenas um garoto normal. Muito normal. Nem um pouco heroico. Ele precisava desesperadamente capturar e treinar um dragão, e teria de ser o animal mais impressionante de todos. Mas tudo o que conseguiu foi uma criaturinha pequena e banguela, nada ameaçadora. Foi então que seu destino de herói começou a ser traçado.


Quem acompanha o blog deve saber que eu sou completamente apaixonada pelo filme Como Treinar O Seu Dragão, da DreamWorks. Quando soube que o filme havia sido baseado em uma série de mais de dez livros, eu precisava lê-la. E aqui estou.

Soluço Spantocious Strondus III é o filho do chefe da Tribo Vkiking dos Hooligans Cabeludos, mas não tem o "jeito" que um futuro chefe viking deve ter. Ele é um garoto magreloe desajeitado que gosta de observar os dragões e chegou a aprender sua língua. Ele está prestes a passar pelo momentos mais importante de sua vida: a hora de capturar e treinar um filhote de dragão, para se mostrar digno de pertencer à Tribo. Como bem dito vários vezes no livro "HERÓIS OU EXILADOS!"

Mas, como dito anteriormente, Soluço não é muito bom em... Bem, nada. Os vikings treinam seus dragões de uma única maneira: berrando, pondo medo e impondo sua autoridade. E Soluço, conhecido por todos como Soluço, o Inútil, não é muito assustador. Além do que o dragão que ele capturou , Banguela, se recusar terminantemente de fazer qualquer coisa que Soluço manda. E há outro problema, uma besta se agitando no fundo do oceano, que ameaça toda a vida em Berk. A jornada de herói de Soluço será pelo caminho mais difícil de todos...

Li o livro em uma sentada, literalmente. Como Treinar o Seu Dragão agora tem o recorde de tempo mínimo em que eu li um livro: mais ou menos 2h30min. É uma leitura muito fácil e uma linguagem bem simples, mas ainda assim, rica. Além do mais, o livro é repleto de ilustrações e panfletos, cartas e outros livros, o que faz com que o leitor sinta-se bem mais imerso na história.

Falando nisso, palmas à editora: a diamagração estava praticamente perfeita. Encontrei só alguns erros, de alinhamento do texto. Há uma fonte de letra diferente para letras em maiúsculas e para a fala do dragonês, o que (me julguem) eu acho muito legal. E eu nem preciso dizer que a capa é linda, não é?

A história do livro é muito divertida, bem rápida e com um final previsível, mas sem deixar de ser bom. O livro tem ótimos vilões, como o Malvado Melequento e outro que é spoiler... São todos ótimos personagens, no estilo viking clássico: cabeça-dura, durões e impiedosos (com nomes muito engraçados também). Mas senti falta de personagens femininas! Ouvi que mais tarde na série aparece uma garota na história, e mal posso esperar para conhecê-la.

O livro não passa uma lição de moral muito explícita, o que eu acho que vai ser explorado nos próximos livros. Por ser uma daquelas séries enormes que parecem que não acabam mais, não esperem novas resenhas dos outro livros de Como Treinar O Seu Dragão. Não sou rica, sabe?

Que fique avisado: não leiam Como Treinar o Seu Dragão esperando as mesmas coisas que o filme. É uma história quase inteira diferente. Primeiro, os vikings já treinavam os dragões desde o início, o que, para mim, perdeu um pouco da graça que tinha no filme. Segundo, Banguela, que no filme é o temível Fúria da Noite, no livro é o menor e mais comum dragão já visto, porém com um temperamento muito teimoso e arrogante, assim como todos os outros dragões. As mudanças não alteraram em nada a qualidade do livro, mas me incomodaram um pouco, uma vez que eu sou uma grande fã do filme.

Esse é um dos raros casos em que eu gosto mais do filme do que do livro. Achei, inclusive, que o enredo do filme chegava a ser melhor que o do livro. Ainda assim, o livro é incrível. De uma maneira um pouco diferente, talvez, mas incrível.

Kisses,
Hannah Mila

4 comentários :

  1. Oi tudo bom?Aqui,você aceita afiliação do meu blog?Ele é novo tem poucas seguidores,mas se estiver interessada é só avisar pelos comentários!Beijos!
    http://honeyteaandbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila, amei o seu blog, adoraria me afiliar! Já vou por você nos meus afiliados e você tem uma semana pra me por nos seus, ok? Kisses!

    ResponderExcluir
  3. Eu já vi essa resenha, e já vi o filme, e vou ler o livro ♥ Mesmo não tendo nada a ver uma história com a outra, eu vou ver mesmo assim. Não sou ryca, mas acho que com um tempo eu consigo comprar os livros. Difícil vai ser juntar dinheiro pra comprá-lo Ç__Ç Esse livro foi pra minha listinha ^^
    Kiss ~
    sibeleekpop.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. oi Belle! Leia o livro, é muito divertido de se ler! Arranjar dinheiro pra livro... É duro, hein? kkkk
    Amei o seu blog, raro achar k-popper aqui no blogger *---* Seguindo! Kisses!

    ResponderExcluir

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!