Livro | O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks - E. Lockhart

quinta-feira, 27 de março de 2014

Título: O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks
Autor: E. Lockhart
Editora: Seguinte
Páginas: 344
Gênero: YA
Ano: 2013
Nota: ♥♥♥♥ (4/5)

Sinopse: Aos catorze anos, Frankie Landau-Banks era uma garota comum, um pouco nerd, que frequentava a Alabaster, uma escola tradicional e altamente competitiva. Mas tudo muda durante as férias. Na volta às aulas para o segundo ano, o corpo de Frankie havia se desenvolvido, e ela havia adquirido muito mais atitude. Logo ela chama a atenção de Matthew Livingston, o cara mais popular do colégio, que se torna seu novo namorado e a apresenta ao seu círculo de amigos do último ano. Então Frankie descobre que Matthew faz parte de uma lendária sociedade secreta - a Leal Ordem dos Bassês -, que organiza traquinagens pela escola e não permite que garotas se juntem ao grupo. Mas Frankie não aceitará um "não" como resposta. Esperta, inteligente e calculista, ela dará um jeito de manipular a Leal Ordem e levantará questionamentos sobre gênero e poder, indivíduos e instituições. E ainda tentará descobrir se é possível se apaixonar sem perder a si mesma. 



Sentiram minha falta? *u* Não? Ok.

Primeiramente, mil desculpas pela demora! Chegou a semana de provas, e vocês sabem como é T-T Além da preguiça já característica da tia Hannah aqui. Segundamente (-q) finalmente - FINALMENTE - meu ânimo para ler está voltando, e um livro que terminei recentemente foi O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks!

Eu já mostrei esse livro no Chegou Para Mim #3 aqui no blog e falei dele como um livro que eu queria há eras porque parecia muito legal. De fato, O Histórico Infame (vou chamá-lo assim para abreviar) é muito bom, mas eu estava esperando um pouquinho mais. Mas primeiro as primeiras coisas.

O livro conta a história de Frankie Landau-Banks, uma garota que, no verão entre o primeiro e o segundo ano, passa por uma "transformação": ganha curvas, uma língua afiada e começa a chamar a atenção de todos. Assim, ao voltar para a Alabaster, o internato na qual estuda, Frankie consegue "conquistar o coração" de Matthew Livingston, o cara mais lindo, popular e blá blá blá da escola.

Eles começam a namorar, e Frankie descobre que Matthew faz parte de uma antiga sociedade secreta da Alabaster, a Leal Ordem dos Bassês, que é exclusiva para meninos. Frankie fica revoltada por não poder entrar (e por Matthew não ter falado disso para ela) e tenta descobrir uma maneira de mostrar aos rapazes sua esperteza.

Quando vou escrever resenhas, sempre dou uma conferida nas resenhas de outras pessoas, para delinear os pontos que quero ressaltar. As opiniões sobre O Histórico Infame são bem divididas: ou você gosta, ou você odeia. Eu particularmente gostei bastante, porque o livro me surpreendeu em vários aspectos, mas em outros foi completamente clichê e previsível,

Uma parte que amei do livro foi a narrativa, em terceira pessoa. O narrador é um ser onisciente que sabe tudo e nos conta apenas metade. A escrita me prendeu e há algo nela que eu gosto muito, embora não saiba descrever bem o quê. Lendo superficialmente, E. Lockhart escreve de uma maneira simples e comum, mas há algo na escrita dela que é diferente, envolvente e bem sutil.

Os personagens são, hum... Algumas meninas são realmente fúteis e alguns meninos são realmente metidos - um clichê básico. Mas Frankie é bem esperta e afiada, embora ninguém perceba isso. É isso, na verdade, que a incomoda: não o fato de ela não poder participar do grupinho de Matthew (o que ela certamente pode, aliás), mas o fato que ele não a vê como alguém inteligente e capaz, apenas como sua namorada boba e fútil.

Em alguns momentos, Frankie é sim boba e fútil - afinal, ela está no auge da adolescência e sua personalidade é egoísta e ambiciosa. Mas acho que é exatamente isso que a torna tão real, e tão identificável. Geralmente não gosto desse tipo de garota que idolatra o namorado como Frankie faz, mas percebi que, na situação dela, eu faria a mesma coisa. Sim, foi um balde de água fria bem na minha cara.

Outros personagens importantes são o Matthew e o Alfa. O Matthew é o namorado da Frankie (avá) e, sinceramente, um babaca de carteirinha, na minha opinião. Mas, realmente, ele não é tão importante no enredo e não faz muito mais coisa do que ser o namorado da protagonista. Já o Alfa é o melhor amigo do Matthew e bem importante. Frankie queria fazer parte do grupo - queria ser não só a namorada do Matthew, mas também amiga dos amigos dele. Mas eles também a subestimavam e é principalmente para eles que Frankie queria provar do que era capaz.

Acho que o ponto alto de O Histórico Infame é o fato dos personagens serem reais - eles escondem segredos, são egoístas e são ambiciosos, mas principalmente, são fúteis. Eles zelam por uma reputação e se preocupam com coisas inúteis. Matthew, como foi apontado no livro, queria que Frankie se envolvesse com ele, e fizesse parte do mundo dele - mas ele não queria fazer parte do mundo dela. E mesmo assim, agia como se não fosse nada. Adolescentes são estúpidos, não importa o quão inteligentes sejam. Hora ou outra, eles vão fazer burrada. Mas enfim.

O enredo é incrível, criativo e envolvente, e é pontuado com curiosidades sobre sociedades secretas que pregavam peças como a Leal Ordem, e um negócio chamado positivo negligenciado (esse você tem que ler para entender). Maaaas, achei que o final foi muito corrido, e a introdução da Leal Ordem na história foi meio de repente e quase atrasada - tudo começa mesmo a acontecer depois de mais da metade do livro! Talvez seja só uma maneira diferente de escrever, mas sei lá, me incomodou um pouco.

A diagramação é ótima: páginas amareladas, fonte razoavelmente grande e quase nenhum erro. Os capítulos iniciam com a ilustração de um Bassê (que é fofo) e eu achei a capa muito bonita, embora muitos discordem.

O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks é um livro incrível, com uma escrita sutilmente diferente, personagens realísticos e um enredo bem pensado e criativo. Apesar de ser um livro infanto-juvenil, e ter toda a futilidade e clichês a que tem direito, em seu miolo ele é complexo e te faz pensar. Não adianta ler o livro superficialmente, ou as mensagens e os ensinamentos que ele transmite passarão direto. E estes são muitos.

Kisses,

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!