Filme | Malévola

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Nome: Malévola (Maleficent)
Direção: Robert Stromberg
Duração: 1h37min
Ano: 2014
País: EUA
Gênero: Fantasia, Aventura,
Elenco: Angelina Jolie, Elle Fanning, Sharlto Copley, Sam Riley
Sinopse: Baseado no conto da Bela Adormecida, o filme conta a história de Malévola (Angelina Jolie), a protetora do reino dos Moors. Desde pequena, esta garota com chifres e asas mantém a paz entre dois reinos diferentes, até se apaixonar pelo garoto Stefan (Sharlto Copley). Os dois iniciam um romance, mas Stefan tem a ambição de se tornar líder do reino vizinho, e abandona Malévola para conquistar seus planos. A garota torna-se uma mulher vingativa e amarga, que decide amaldiçoar a filha recém-nascida de Stefan, Aurora (Elle Fanning). Aos poucos, no entanto, Malévola começa a desenvolver sentimentos de amizade em relação à jovem e pura Aurora.

Nota: ♥♥♥♥♥ (5/5)



Ayo! Ok, ok, preciso falar para todos que quiserem (ou não) ouvir: eu conheci a Paula Pimenta!! *O* Para quem não sabe, a Paula Pimenta é a nova queridinha das adolescentes brasileiras - ela escreveu as série Fazendo Meu Filme e Minha Vida Fora de Série. Eu fui no lançamento do livro Princesa Adormecida, e houve um bate-papo e sessão de autógrafos com a Paula ♥ Fiquei na fila por 5 horas, mas valeu a pena... A Paula é fofa demaaaais :3 Amei ela, espero encontrá-la nos próximos eventos também. Garanti meu autógrafo e aqui está a prova de que eu a conheci.

Mas, isso dito, vamos ao assunto real do post: no sábado fui ao cinema assistir Malévola (inclusive comprei um balde enorme de pipoca com a cara da vilã estampado x.x) e eu gostei muito. Sério mesmo, Malévola entrou para a minha lista enorme de favoritos... Vamos ver por quê!

Todos conhecemos a famosa história da princesa que foi amaldiçoada por uma malvada bruxa, não é? Pois bem, em Malévola, essa história é recontada, dessa vez do ponto de vista da nossa vilã. Logo no começo do filme é explicado que havia uma grande rixa entre o reino dos humanos e o reino das criaturas mágicas. E é nesse segundo que conhecemos uma fada - a mais poderosa da fadas - com chifres,  grandes asas, um belo sorriso e muito gentileza com os outros habitantes do reino. E essa fada se chama Malévola.

Apaixonei pela Malévola criança. A atriz que a fez também foi incrível, ao nível da Angelina ♥

Sim, vocês leram certo: Malévola era uma fada que teve suas asas roubadas e seu coração amargurado. Mas vamos com calma. Antes de se tornar a vilã que conhecemos, Malévola era uma fada feliz, e seu nome era apenas um nome e não um adjetivo. Ainda criança, ela conheceu um pobre menino humano chamado Stefan, e eles viraram amigos, ignorando a velha inimizade entre seus povos. Eles cresceram lado a lado, e, claro, essa amizade evoluiu para algo mais...


Porém, a ganância de Stefan o levou a se afastar de Malévola, e depois de trair a confiança da fada a fim de se tornar rei. Amargurada, enraivecida e com sede por vingança, Malévola, junto de seu fiel servo, o corvo Diaval, se autointitula rainha do reino das criaturas mágicas e arquiteta um plano. Aí ocorre a famosa cena em que ela amaldiçoa a pequena Aurora em seu batizado. Esta cena ficou simplesmente idêntica ao desenho original.



A partir daí, Malévola acompanha de perto a vida de Aurora, sendo literalmente uma sombra por onde a menina passava. Mas então a garota cresce e encontra com a fada maligna (e a confunde com uma fada madrinha sahushaushaus) e Malévola começa a sentir certa afeição pela menina...

Malévola é um filme muito esperado por muita gente, seja pelo elenco de peso, o visual incrível mostrado nos trailers ou mesmo a ideia da recontagem desse famoso conto de fadas. Eu amei praticamente tudo no filme, e tenho poucos pontos a ressaltar.

A construção dos personagens e a relação entre eles foi algo que amei. Todas as interações entre cada personagens, sendo elas carinhosas ou de puro ódio, foram capazes de me cativar e me doer na alma. O elenco é realmente incrível, desde Sam Riley, o corvo Diaval, até a nossa protagonista, Angelina Jolie. Vamos, confesse: você só viu (ou quer ver) esse filme por causa dessa mulher. E com razão! Angelina simplesmente divou como Malévola, sem mais nem menos. Cada expressão, cada palavra e cada gesto da atriz tem o nome da vilã estampado.

Meu querido Diaval. Embora não tenha tanto destaque (o servo serviu mais como alívio cômico) eu gostei muito dele.

Elle Fanning como Aurora também foi maravilhosa. Embora muitos tenham achado a atriz "sem sal" ou "forçada", eu gostei muito dela e adorei a personalidade da personagem Aurora também. Ela é tão fofinha! Como foi abençoada por suas fadas/tias que cuidaram dela: nunca ficou triste, cresceu bonita e amada, e com um sorriso e animação que contagiam. O príncipe encantado tem um papel ridiculosamente pequeno nesse filme, então não falarei sobre ele.


O visual, os efeitos especiais, maquiagem, figurino, fotografia, tudo impecável. Cenas aéreas acima das nuvens, cenas de luta, simples cenas de paz com as criaturinhas mágicas, tudo é complementado por um cenário maravilhoso, colorido e bonito, que faz valer o ingresso - e o 3D! Há tempos não via um filme que valesse tanto o recurso 3D como esse!


[ATENÇÃO, O TRECHO ABAIXO CONTÉM SPOILERS!]

Houve apenas uma coisa que eu não gostei: logo após amaldiçoar Aurora, Malévola começa a observá-la de perto e já aí cria afeição pela bebê.  Por mais que ela dissesse que odiava a menina e a chamasse de Praguinha (gente, amei isso ♥), dava para ver que desde o início ela mantinha um carinho por ela. Não sei, senti que ela virou boazinha novamente rápido demais. Queria ver o circo pegar fogo e.e

Outra coisa que me incomodou um pouquinho foi o finalzinho (big spoiler aqui) em que é a Malévola que beija Aurora na testa enquanto ela está adormecida e a salva da maldição. Por mais que eu ame essa ideia de "não é só o príncipe que pode te salvar", eu estou ficando cheia dessa história. Já foi usada em Frozen, Once Upon a Time e não sei mais o que... É uma ideia nova, mas o uso em excesso já está deixando-a clichê. Mesmo assim, adorei, foi só algo que me irritou porque eu fui capaz de adivinhar, a partir da experiência com Frozen e OUAT. Gosto mais quando o filme me surpreende.

[OS SPOILERS ACABAM AQUI!]


E chegamos ao fim da resenha! Malévola entrou para a lista de favoritos, como dito antes, por, bem... Tudo! Até agora, é um dos melhores filmes do ano, talvez só não tenha passado de Ender's Game na minha lista. Cativante, visualmente lindo e ligeiramente assustador, é a pedida perfeita para qualquer um! Não é daquelas recontagens que estragará sua infância, mas das que a melhorará ainda mais ;)

Kisses,

6 comentários :

  1. OMG VOCÊ CONHECEU A PAULA PIMENTA EU ESTOU COM UMA ETERNA INVEJA DE VOCÊ MEU DEUS OMG OMG OMG
    Okay, voltando ao lado racional, eu quero muito assistir esse filme, mas depois que descobri que a Malévola e a Aurora ficam um pouco amigas, minha vontade de assistir teve uma mortezinha de leve. Queria algo mais dark, como Alice in Wonderland que a Disney também fez. Esse filme ficou muito Disney, e acho que agora o que mais me motiva a vê-lo é a Angelina e a Elle.
    Eu também achei a ideia da Disney de tentar apagar seu passado clichê foi interessante e boa, mas desde Frozen eu sabia que iria virar uma modinha em toda a Disney. Anote isto: de agora em diante, a Disney vai falar pela perspectiva de vilã e tudo vai ficar bem no final. Deviam mudar isso.
    Adorei o post. Só quase morri quando você disse que conheceu a Paula, mas enfim, é a vida mesmo. E o fato de eu ser pobre faz com que eu nunca conheça esse povo mesmo...
    Enfim, adorei!
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ASAHUASHAUSHAUSH INVEJEM-ME MEROS MORTAIS LOL
      (Há possíveis spoiler nos meus comentários) Eu não sabia dessa da Aurora e da Malévola terem uma relação meio mãe-e-filha, então essa parte me surpreendeu no filme. Mas chegou no final e baseado nisso eu já sabia o que ia acontecer, e só essa parte me decepcionou. O visual do filme está bem dark e Angelina deu um jeito de ficar maravilhosa mesmo no estilo assustador de Malévola. Mas não queria ver algo assustador e dark, apenas uma releitura de um conto de fadas pela visão da minha vilã preferida da Disney. A Malévola sempre me intrigou porque eu não imaginava porque diabos alguém iria amaldiçoar um reino inteiro por causa de um convite para um batizado de alguém.
      Acho que, se a Disney continuar fazendo bons filmes, clichês ou não, tudo bem para mim. Um filme clichê pode ser surpreendentemente bom (um exemplo são os clássicos da Disney, que queria ou não, são maravilhosos!). Gosto da ideia de ver a perspectiva dos vilões, porque sempre imaginei o seguinte: as pessoas são más, sim. A questão é: por quê? Não ligo se ficar tudo bem ou mal no final, pois não vejo essas histórias para saber o final, e sim para saber o começo, a razão pela qual o vilão se tornou um vilão. Ódio não surge do nada, não é?
      Que bom que gostou =w= A Paula vai fazer mais eventos de lançamento, então quando acontecer, eu aviso e você dá um jeito de ir, talvez :D O negócio era de graça, afinal. Só a fila que era uma desgraça, mas valeu à pena ♥


      Excluir
  2. Meu Deus, vou ser bem sincera... não li seu post inteiro só até a sinopse pq estou com medo de spoiler, e vou assistir no domingo mas deixei salvo esse link nos favoritos para que eu possa ler depois de assistir fazer um comentário mais decente q esse... prometo! A proposito chegou o kit... perai q vou postar ^^ ♥

    http://animesjaychan.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oki oki =3= Quando assistir venha aqui ler tudo e comentar \o/
      Que bom que gostou do kit ♥

      Excluir
  3. Ok, esse post eu tinha que vir comentar XD
    Ontem fui ver Malévola e tbm adorei *-*
    Aviso já aos outros leitores que possam ler meu comentário e que ainda não assistiram Malévola que meu comentário será cheio de spoilers DX
    Achei o corvo bem fofis :3 Principalmente naquela cena em que alimenta a bebé com uma flor e abana o cestinho com a pata :3 Eu não esperava que fosse a Malévola acordar a Aurora, mas quando vi que o beijo do príncipe não funcionou, aí sim, caiu a ficha. Porra, mas pra que serviu o príncipe afinal DX ? O único cara bonitinho daquele filme D: Tbm achei que a Angelina Jolie fez um papel extraordinário de Malévola *-* E nem fui ver o filme por causa dela.. minha amiga é que puxou meu pé para ir ver KKK Ainda preciso ir ver Frozen, mas já sei que acontece a mesma coisa de momento lesbian (quando é que a Disney vai colocar momento gay nos filmes >.<? Ou se calhar já botou e eu não me lembro). E só eu acho que a Malévola deveria ficar com o corvo, não como criado, mas como "o seu príncipe encatado" XD ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reli, você por aqui? xD Well well, espero que apareça em mais posts ashuashash
      Eu amei o Diaval ♥ Nas cenas da Aurora bebê eu quase que vomitei arco-íris... Naquela cena que a Malévola fica "falando" com ela pela janela e faz aquela cara feia e a Aurora só ri =3= Quando eu percebi que a Aurora e a Malévola viraram tipo "mãe-e-filha" eu já tinha desconfiado, mas quando aquele príncipe tosco beijou e não funcionou que eu tive certeza :P Realmente, podia ter tirado o príncipe numa boa xD
      Angeline foi simplesmente perfeita, diva e maravilhosa como Malévola *u* Fui assistir por ela em parte... Eu sempre achei ela bonita, mas os filmes que vi dela eram todos medianos :\ Fui mais ver porque era Disney e a história da minha vilã preferida. Asashaushau, eu sou mais a amiga que puxa para ver lol
      Em Frozen não é bem um momento lesbian porque elas são irmãs... Aí seria mais incesto O.o Mas o amor em Frozen é amor de família (em Malévola também, pelo que eu entendi). Que eu saiba a Disney nunca pôs nada gay, mas eu sei que a DreamWorks pôs uns gays nas animações mais recentes deles >.<
      Também comecei a 'shippar' a Malévola com o Diaval! xD Achei que era a única também asahusahuash Como eu disse, eu amei o corvo, então...

      Excluir

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!