Livro | O Sangue do Olimpo

quarta-feira, 15 de outubro de 2014


O Sangue do Olimpo (Os Heróis do Olimpo: Livro 5)
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas:
Nota: ♥♥♥♥♥ (4/5)
Os gigantes estão de volta mais fortes do que nunca , e os heróis do Olimpo precisam impedi-los antes que Gaia desperte, derramando o sangue do Olimpo. Para piorar, a legião romana do Acampamento Júpiter está se preparando para destruir o acampamento grego. Os deuses, ainda sofrendo com a dupla personalidade, não podem ajudar. A viagem para Atenas é perigosa, mas não há outra opção. Eles já sacrificaram muito para chegar onde estão. E se Gaia despertar, será o fim.



[A resenha contém spoilers dos outros livros da série. Esta resenha foi feita para os fãs da série, portanto se você não conhece Percy Jackson/Heróis do Olimpo, não entenderá nada.]

Não sei se vocês sabem, mas os livros do Rick Riordan são alguns dos meus preferidos. Eu adoro os personagens e a maneira como ele adapta as mitologias para os tempos atuais, com deuses caricatos e interessantes. Portanto, eu estava super animada pelo último livro da série Os Heróis do Olimpo. Eu comprei ele um dia depois do lançamento, li em dois dias e, sim, eu adorei.

"Viu o último episódio de Doctor Who? Ah, verdade. Você estava passeando pelo Poço da Condenação Eterna!"

Após os acontecimento de A Casa de Hades, livro 4 da série, os sete semideuses destinados a salvar o mundo seguem para Atenas, onde a mãe terra Gaia pretende despertar e destruir os deuses e, consequentemente, a vida como conhecemos. Jason, Piper, Percy, Annabeth, Frank, Hazel e Leo vão para leste, cada vez mais próximos da batalha final e provavelmente um deles morrerá em breve. Enquanto isso, Nico, Reyna e o sátiro Hedge vão para oeste, levando uma poderosa estátua da deusa Atena, que eles esperam que cesse a guerra iminente entre os semideuses gregos e romanos no Acampamento Meio-Sangue.

O Sangue do Olimpo é bom? Sim, é ótimo. A narrativa é, como sempre, ágil, eletrizante e atraente, te prendendo mais a cada palavra, com um toque sarcástico. Os personagens que narram são a Reyna, o Nico, o Jason, a Piper e o Leo. Entre os personagens, acho que justamente esses narradores que tiveram mais foco e evoluíram muito neste livro. Os outros ficaram na mesma, quase não fazem nada, o que me incomodou um pouco. A Hazel e o Frank praticamente sumiram e eu achei que a Annabeth e o Percy até pioraram. Um tapa na cara do povinho que reclamou que o livro ia ser uma bosta porque não tinha narração dos dois.

"- Legião, cuneum formate! - gritou Reyna - Avancem!
- Gregos! - gritou Percy - Vamos... Hã... Matar uns monstros aí!"

Graças à narrativa do Nico di Angelo e da Reyna neste livro, eu pude conhecê-los melhor e realmente me apegar a eles, que antes eram personagens que para mim "tanto faz". A Reyna era pokerface demais pro meu gosto e o Nico era uma dramaqueen, mas com esse livro eles acabaram se tornando personagens preferidos. Adorei a história do passado da Reyna, adorei o Nico mais para o final do livro e amei como se desenvolveu a relação deles durante a viagem. Na verdade, amei todas as relações que o Nico desenvolveu neste livro, uma em especial - quem já leu sabe do que eu estou falando.

O final foi digno e épico até, mas achei ele um pouco corrido. Derrotar Gaia, a deusa primordial maligna da terra, pareceu fácil demais. A batalha final de Percy Jackson & os Olimpianos, se não me engano, durou dias, enquanto a de Os Heróis do Olimpo não durou nem uma noite. Talvez tenha sido porque havia o dobro de semideuses lutando, mas mesmo assim, foi meio sem-graça. Bem, o Riordan já falou que o que o motiva a escrever são prazos -q

"A ponta do pilum riscou o rosto de Reyna, deixando uma linha de sangue. E foi então que a fúria de Nico explodiu."

O problema maior de O Sangue do Olimpo para mim foi, basicamente, que o final foi vago. É de esperar que a conclusão de uma saga dê respostas e um destino final aos personagens, mas acabou que o livro deixou mais perguntas do que respostas, especialmente no que diz respeito a o que acontece com os personagens. Acho que isso está nas mãos da minha imaginação.

Espero que minha dúvidas sejam respondidas na próxima série do Rick Riordan sobre mitologia nórdica, que também está interligada à Percy e cia. Algumas pessoas acharam isso desnecessário, mas eu acho que talvez isso dê muito certo. Minha teoria sobre um grande cross-over entre todas as séries se confirma cada vez mais -q

"Então vamos decolar sem plano. Sem ideia de para onde vamos nem de que problemas nos esperam. Muitas perguntas e nenhuma resposta concreta?"
É isso, gente ♥ É difícil escrever uma resenha de algo que você gostou muito. Eu gostei de O Sangue do Olimpo, mas o final vago está martelando na minha cabeça. Eu realmente espero que a nova série do Riordan, intitulada Magnus Chase e os Deuses de Asgard, me dê alguma luz. Eu gosto de mitologia nórdica, embora não saiba muito sobre ela, mas fiquei um pouco decepcionada quando a sinopse do livro saiu e foi revelado que o tal Magnus é um semideus que precisa recuperar um artefato mágica. Sei lá, soou como se a história do Percy fosse se repetir tudo de novo. Espero que eu esteja errada.

Falei demais~ Bye bye ♥

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!