Filme | Stonehearst Asylum

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014


Stonehearst Asylum (2014)
Direção: Brad Anderson
Duração: 1h52min
Nota: ♥♥♥♥♥ (5/5)

Edward Newgate (Jim Sturgess), um jovem recém graduado na faculdade de medicina assume um cargo em um manicômio e logo se vê apaixonado por uma de suas pacientes, a Sra. Eliza Graves (Kate Beckinsale) - e tal distração não permite que ele perceba a conspiração do corpo de funcionários do hospital e do superintendente Dr. Silas Lamb (Ben Kingsley).



Minha definição de férias é basicamente fazer nada o dia inteiro e ver um ou dois filmes com (ou sem) a família por dia. Claro que não vou fazer resenha de todos, até porque alguns são bem bobinhos (a.k.a. fiz maratona da trilogia High School Musical ♥) mas alguns que eu especialmente gostei eu não posso deixar de falar aqui no blog :3

Stonehearst Asylum é um desses filmes. Baseado em uma conto de Edgar Allan Poe, conta a história de Edward Newgate, um psiquiatra recém-formado que vai para o manicômio Stonehearst para tomar experiência em cuidar dos loucos deficientes mentais. Lá, ele começa a ser orientado pelo Dr. Silas Lamb, e em dado momento Newgate se apaixona pela paciente Eliza Graves, que sofre de histeria, ou seja, ela tem ataques de pânico quando homens chegam muito perto ou a tocam (pelo menos foi isso que eu entendi).

Porém, logo Newgate descobre a grande mentira que envolve os funcionários do hospital (suspeito que dizer essa mentira é seria um spoiler, ou no mínimo, faria a descoberta menos interessante) e não consegue se conter de fazer algo a respeito.

Como todas as histórias do Allan Poe, Stonehearst Asylum é uma história única e cheia de situações absurdas beirando o macabro. Eu li alguns contos dele quando era mais nova e admito, fiquei um pouquinho horrorizada. Nunca li o conto que inspirou esse filme, mas agora eu quero - o enredo é, entre outros adjetivos, ótimo.

Tudo isso se passa no final do ano 1899 indo para o novo século. O filme foi bem produzido e tem um visual dark e vitoriano. Uma das coisas que são retratadas é como os pacientes do manicômio eram tratados naquela época  - tratamento de choque, indutores de vômito, tentativas de curar homossexualidade, entre outros - e isso é ao mesmo tempo interessante, bizarro e divertido de se ver.

Todos os personagens são bem construídos, com passados misteriosos e loucuras diferentes. Eu gostei de todos eles, até os secundários e os antagonistas, que são vilões à altura e em certo ponto bem assustadores O.O Cada um deles nos surpreendem no final, seja de boa ou má maneira.

"Todos nós somos loucos. Apenas alguns não são loucos o bastante para admitir."

Falando nisso: o final. Eu gostei muito do final, foi inesperado e me deixou surpresa, sem chegar a ser pretensioso tenho um trauma com finais pretensiosos. Eu ouvi muita gente falando mal desse filme, mas eu gostei bastante dele - não é um filme que vai mudar sua vida, mas um que vai te fazer se divertir e se surpreender. A atuação do elenco me satisfez (com exceção talvez da Kate Beckinsale que não fechou a boca o filme inteiro) e a história foi muito interessante de assistir :D Super recomendo o filme para as férias entediantes ♥

É isso, pipou~ Como falei antes, estou fazendo nada o dia inteiro, só assistindo séries/filmes/animes, lendo, comendo e dormindo x.x As férias de todo mundo é assim ou eu que sou a esquisita da história? Enfim, logo mais volto com algumas resenhas - terminei o anime Tonari no Kaibutsu-kun e a primeira temporada da série Happy Endings =w=

Bye bye~

2 comentários :

  1. Fiquei interessada no filme,acho que irei assistir hoje ou amanhã,eu tô sempre atoa mesmo :p
    O único conto do Allan Poe que li foi o do Gato Preto quando peguei um livro na biblioteca e gostei,talvez eu leia os outros :D
    Não se preocupe,mas férias também são assim...
    http://chamel-e-cupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é ótimo, assista sim! Haha, eu estou vendo um monte de filmes porque também estou sempre à toa e__e"
      Eu também li só o do Gato Preto que tem num livrinho cheio de contos dele aqui em casa, mas pretendo ler mais. Se puder, quero ler o que baseou o filme ♥

      Excluir

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!