Como lidar com uma crise existencial

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Não se esqueça de participar da mega comemoração do Meu Mundo! Veja aqui

Ayo, companions! Como vai a vida, como vão esse dias pré-feriado (de novo)? Estou quebrada, cansada e doída, por motivos de a) dança é super cansativo b) alongamento antes da dança dói pra ... c) dever de casa/trabalho fez comeback e não tá dando certo.

Mesmo assim, estou super super super feliz! A nossa mega comemoração está sendo um sucesso - bem, não um suceeeesso, mas as pessoas com quem me importo deram as caras afinal e até já recebi uma participação do show me your love (muito fofa, por sinal ♥).

Mesmo assim, hoje vim falar de uma coisinha mais séria...


Comentei algumas vezes que estive ocupada, estressada, atolada, e por isso dei uma sumida não só do blog ou da blogosfera, mas da vida em geral. Pois é, cheguei à conclusão de que estava passando por uma crise existencial, ou pelo menos um probleminha: desânimo, preguiça, falta de amor e felicidade na minha vida. Claro que não tenho certeza, mas que alguma coisa estava acontecendo, estava.

Isso se deve à váááárias coisas. Pressão na escola, problemas com amigas, e o meu perfeccionismo natural que me faz ficar muito estressada. Todo o planejamento da mega comemoração me deixou meio louca inclusive - esses dias confundi as datas do sorteio e botei na cabeça que o resultado era pra abril, ao invés de maio (a louca). Já tinha até mandado o email pra "vencedora" antes de me tocar - desculpe novamente se você estiver lendo isso, btw.

Estive tão sensível também - choro por tudo, fico com raiva de tudo, tomo tudo como algo ruim. E não sou assim, sou prática, fria e cruel -q Tudo têm me feito chorar, e tive um pequeno ataque de raiva no colégio esse dias. Nada de grande - todo mundo já até esqueceu, mas não consigo deixar de pensar que tem algo muito errado. E até mesmo meus refúgios, livros, filmes, animes, séries e música, não foram de grande ajuda. Ultimamente tudo tem sido mais do mesmo e quase nada têm excepcionalmente me animado. Bom, sim, algumas coisas têm, mas não o bastante. Se você já teve algo parecido, me ilumine. Se não, bem... Talvez eu esteja simplesmente ficando meio louca mesmo.

Ah! Falando nisso, comecei a ler um livro ótimo. Peguei ele depois que fui na Turnê Intrínseca e ganhei um vale-ebook do Kobo; não sou lá muito fã de ebooks, mas com o livro certo, a leitura vai )o) E um livro certíssimo é Claros Sinais de Loucura, da Karen Harrington. Ainda não acabei, mas posso dizer que é um livro maravilhoso, ao mesmo tempo muito simples e muito complexo. A protagonista, Sarah, tem doze anos, foi vítima de uma tentativa de assassinato pela sua própria mãe e agora fala com uma planta. Ela é louca, mas não parece. Aliás, estava sentindo falta de personagens crianças que viam o mundo com simplicidade. E de personagens pré-adolescentes que são dramáticas mas não de uma maneira irritante. O livro narra a vidinha de Sarah e suas preocupações diárias, sejam elas triviais (como a vontade de furar a orelha ou aprender a usar rímel) ou complexas e ligeiramente assustadoras (como o fato de ela conversar com plantas e ter um pai alcoólatra). Vale a pena.

[ Icons deste post ] Prêmios do My Dear

Mais uma pseudo-resenha para hoje: Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D., vulgo aquela série que quebra seu coração. Comecei a assistir sem pretensão nenhuma - afinal, é Marvel, provavelmente vai ter só a pancadaria e as garotas bonitas que os meninos gostam. Buuut, no. Amei, amei, amei muito. Passou de Teen Wolf e agora está no 2º lugar do meu ranking de séries. Me apeguei demais aos personagens e no final acabei sendo trouxa. Na verdade, nunca fui tão trouxa em toda a minha vida. Lógico que não vou dar spoiler aqui, mas recomendo muito a série, especialmente pra quem já é fã da Marvel e, especialmente, fã do agente Coulson (lembra, o fã do Capitão dos Vingadores?).

Então, taí. Vocês já tem duas recomendações, só hoje. Mais algumas se contarem umas músicas ótimas que encontrei Youtube afora: saiu clipe pra Dear Future Husband, da fofa da Meghan Trainor. Essa, depois de Title, é minha música preferida dela e amei muito o vídeo ♥ Tenho escutado muito Uptown Funk, do Mark Ronson/Bruno Mars. É uma música incrível, apesar de não ser lá tão recendo -q Adoro Bruno Mars, então vale destacar todas as outras músicas dele u.u Outra não tão recente mas maravilhosa é The Heart Wants What It Wants, da Selena Gomez. Sim, ela ainda existe, e das artistas ex-Disney, ela é a que eu mais gosto. Ela ainda soa genuína, apaixonada, para mim. Agora, passando para o kpop - há! Sim, tem kpop, e muito. Não lembro se mencionei Ice Cream Cake, do Red Velvet por aqui, mas vale a pena falar anyways. Até agora meu comeback preferido de kpop ♥ E então nós temos o pseudo-comeback do Girls' Generation, Catch Me If You Can, o primeiro comeback sem Jessica >:" Pois é: AMEI. A coreografia é linda, a música gruda na cabeça e o refrão instrumental é super tendência -q Não me decepcionei; é, não me surpreendi também, mas gostei bastante. Por último, Without You Now, da Yuna Kim - já um pouquinho antigo, mas ok. É uma música super fofa que encontrei por acaso e adorei ♥

That's it, povo. Esse post começou como um desabafo sobre crises, e acabou como um post de recomendações -q Senti que empurrei um monte de coisas na cara de vocês, mas deal with it 8D Esse foi o tipo diário de hoje. Voltamos após os comerciais.

Bye bye~

4 comentários :

  1. Hannaaaaaaah \o/ (so pra não perder o costume -q)
    Titulos que tem a ver com minha vida me atraindo desde sempre~q

    Se eu parar pra pensar na minha vida, ela não passa de uma grande crise existencial. Desde a busca de aceitação à falta de amigos, já passei por quase, senão, tudo. Ainda não descobri uma cura 100% eficaz, mas se ocupar é uma boa. Esquecer da vida em si sabe...
    Mas como você já é ocupada e não adiantou muito e eu também não sou uma expert no assunto, só tenho uma dica como velho soldado de guerra: não se deixe cair na mesmice, na rotina. Ponha obstaculos no seu dia a dia, arrisque e se joga menina \o/ -qq
    Porque tudo na vida passa, até uva ;3 *ba-dum-tss*
    ...
    ...
    Enfim...
    Esse livro parece mesmo bom. O titulo ja me atraiu de cara, bem o tipo de livro que eu teria na cabeceira kkkkkk Se eu achá-lo pra ler online vou acompanhar com certeza! Assim que terminar Fallen... E o lado mais sombrio...
    Até eu ter tempo ele ja foi pro wattpad u.u)/
    Vi SHIELD outro dia enquanto fazia a unha. Começou e eu simplesmente fiquei vendo, admito que olhei com preconceito assim que vi o "estilo" da serie. Fiquei tipo "ah, mais uma seriezinha de policial e bizarrice tipo Grim..." Mas quase joguei a tv longe quando acabou e eu fiquei la sem saber u3u sacanation with mai faice~
    Also... tenho um convite pra você... mas só vou fazer depois =u= morra de curiosidade! Mwahaha òuó)/ -qqqqqqq
    Mentira, morra não '-'
    Bai bai flor~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nayoooooou! ♥
      Que profundo -q Acho que uma crise dessas é algo que todo mundo passa por em algum momento. No momento estou na fase falta de amigos, porque amo a mim mesma o tanto quanto é possível 8D
      Sim, sou completamente CONTRA rotina >.< Li essa frase em algum lugar: "Aventura é perigosa, mas rotina é letal. Sempre tento fazer coisas novas, mas tudo que procuro tem sido mais do mesmo >: Mas vou tentando ^-^
      Ele também me chamou a atenção pelo título~ Also, o pessoal do evento que eu fui falaram muito bem dele, então fiquei curiosa ^-^ Deve ter online sim, leia! Acho que você vai amar ♥
      HAHAHA ♥ S.H.I.E.L.D. parece um pouco genérico no começo mas ao longo dos episódios ele vai tomando uns rumos bem malucos -q Ele passa na Sony, se não me engano, mas lá está passando a segunda temporada e eu ainda estou na primeira ;w;
      Waah, um convite? ♥ Amo convites ♥ Quero logo esse convite =3=
      Se eu morrer, é culpa sua -q

      Excluir
  2. Também estou com isso de me estressar com tudo. Você descreveu minha vida nessas linhas do começo. Acho que tenho isso de crise existencial, porque eu odeio (sim, essa é a palavra certa) cada uma das pessoas da minha escola, e nem os livros - coisa que sempre dava certo - me tira essa preocupação. Também estou chorando por tudo, e não faço a menor ideia de como isso começou. Além disso estou sem tempo pra nada, então minha vida está o cúmulo.
    Quero muito ler Claros Sinais de Loucura antes de fazer 13 anos, porque sei lá, acho que vou me identificar com a protagonista... Posso pedir isso de aniversário também... Enfim, quero muito ler, por mais que esteja com medo de me decepcionar com ele.
    Eu estou pensando em começar essa série da Marvel, mas depois da decepção que foi Agent Carter, e o fato de eu estar sem tempo... Está difícil eu ficar com vontade de começar essa série. Em algum momento, entre minhas séries e leituras atrasadas, posso ver o primeiro episódio.
    Eu ouvi umas músicas bem esquisitas esses dias, tipo You Better Run (música de igreja dos EUA), Cool Kids do Echosmith (não achei pra baixar, bem trist), ouvi Catch me if you can, e adorei. Sabe, eu era SONE, depois desgostei, mas achei bem chato tirarem a Jessica assim. Ela era importante para o grupo, eram anos de convivência. Deve ter sido difícil.
    Bye ~~
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que essa pré-adolescência é uma época chatinha mesmo. Todos temos crises nessa época >: Eu já tive um tempo que odiava tudo, mas agora estou mais ficando magoada/me decepcionando por tudo :( Se ocupar normalmente ajuda, mas ficar ocupada demais também não dá certo HAHAH 8D
      Não acho que a idade fará diferença, eu tenho 14 e me vi completamente na Sarah. Não acho que você vai se decepcionar, eu pelo menos estou amando ele em cada detalhe ♥
      Ainda não assisti Agent Carter, mas foi tão ruim assim? Haha, dê uma chance. Apesar de parecer meio "comum" no começo, S.H.I.E.L.D. toma uns rumos bem legais - e inesperados, daí o ser trouxa. Depois me diz o que achou =w=
      Vou procurar essas música, esquisito é justamente o que estou precisando na minha vida no momento -qq Achei CMIYC bem normal, nada revolucionário, mas à altura de SNSD ♥ Continuo SONE, e apoio a Jessica no negócio dela também. Já me conformei que ela não vai voltar, mas não deixa de ser triste :(

      Excluir

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!