Relato | Viagem a São Paulo!

domingo, 24 de maio de 2015


Ayo! Sim, já fazem três semanas desde que voltei de Sampa, mas eu sou uma pessoa de palavra e depois de uma eternidade, trouxe esse relato afinal ♥ No final acabei misturando relato de viagem, comprinhas e pseudo-resenha de mangás. Então se preparem para um post gigante.

Como nós só tínhamos dois dias pra visitar o máximo que dava, eu e meu pai saímos relativamente cedo pra night rua. Estávamos hospedados em um hotel na Alameda Lorena, então lá pelas 8 ou 9 da manhã nos armamos com o GPS do celular e subimos alguns quarteirões até chegar na Avenida Paulista. Demos uma passada rápida no MASP, mas só naquele pátio mesmo, porque ainda não tava aberto ;w; Depois pegamos o metrô no Trianon-MASP até a Praça da República. Nossos planos eram visitar a Galeria do Rock e de lá passar no bairro Liberdade.

Gente, preciso dizer: o metrô de São Paulo é louco.Para uma garota brasiliense que cresceu com duas linhas de metrô e uma locomoção fácil e simples, partir daquilo para o metrô de São Paulo, lá com suas doze (senão mais) linhas, foi bem fora das expectativas. Eu demorei um pouco para entender como pegar as linhas certas. Partimos do Trianon-MASP e fomos sem querer para a direção errada. Pegamos a direção certa e conseguimos sair na Praça da República.

Como era sábado, estava acontecendo uma feirinha na Praça, com comida, artesenato e pá. Mas aquele não era nosso destino. Desde que meu pai me falou sobre a Galeria do Rock eu fiquei ansiosa por visitá-la. A Galeria do Rock é uma espécie de shopping, todo aberto com estilo de galeria (thank you, captain obvious). Lá tem várias lojinhas de artigos não só de rock, mas também de hip hop, pop, punk, skate e até otaku. O subsolo e o térreo do shopping é todo concentrado em hip hop, rap, "música de negão" e skates. Não fiquei muito lá porque essa não é minha "área", mas subindo para os outros andares misturam-se lojas de camisetas e acessórios, CDs, action figures, cosméticos, tatuagens, presentes e utilitários, a maioria no estilo punk-rock, embora não fosse difícil achar artigos otakus e de cultura pop/nerd por lá também.

Acabei gastando consideravelmente bem na Galeria do Rock. A primeira compra que fiz foi um colarzinho mui lindo da TARDIS; paguei R$ 12,00 em um loja no final do primeiro andar, mas depois achei várias lojas com o mesmo colar (e o mesmo preço, ainda bem). Uma das coisas que estava na minha lista também foi tinta de cabelo, que é difícil de achar aqui em Brasília. Costumo pagar R$ 35,00 em tonalizantes por aqui, e não acho muita variedade de cores. Acabei comprando um tonalizante laranja para cosplay da marca Exotic, por R$ 30,00 em dinheiro. Ainda não testei o produto, mas imagino que ele seja bom, pois era a única marca presente em todas as lojas de cosméticos da Galeria do Rock.


Folhas de fichário de Sword Art Online e Pokémon ♥

Ainda comprei dois blocos de folhas de fichário na loja K.O Anime, uma das lojas de artigos otakus. Eu sou apaixonado por artigos de papelaria, então um bloco de tema de Sword Art Online e Pokémon são um must da vida. Tinham outros temas também, mas eu sou uma pessoa mais clean e gosto de folhas sem muito desenhinhos (odeio marcas d'água >.<), acabei não pegando eles. Porém, as folhas são ótimas. São do tamanho de A4 e mais grossas, então não rasgam fácil, além de serem lindas. O único problema foi que as folhas não foram feitas para o meu fichário e acabaram amassando um pouco nas bordas ;w; Pessoa perfeccionista é assim, deal with it. Comprei duas por R$ 13,00.

Estava precisando também de uma bolsa/mochila para minha aula de música. Eu usava uma lindinha da Pucca, mas que estava começando a deteriorar, além de estar cheirando a urina das consecutivas vezes em que meu gato mijou nela. Como tinha ouvido que é fácil achar bolsas bonitas e baratas em Sampa, já fiquei de olho. Acabei pegando uma bolsa do Jack Skellington da loja Lilly Monster, que é uma lojinha de bolsas e mochilas com um estilo diferente, como estampas de gato e caveiras. Tinha até uma bolsa em formado de facão, com sangue e tudo. Como meu pai apontou, os artigos de lá são lindos, mas tem que ter estilo pra usar! A bolsa do Jack é ótima e "aguenta o tranco" de carregar um monte de caderno e partitura, além de ser um ahazo e de ter custado meros R$ 70,00.

Meu pai também comprou uma camisa e uma daqueles moldes para fazer panqueca em formato de caveira. Nós até comentamos: há uns dez, quinze anos, meu pai ia na Galeria do Rock e voltava com um monte de CDs; hoje, quase não têm lojas de CDs por lá, por causa dessa facilidade quase ridícula de achar música pela internet - e eu amo isso gente, não se enganem ♥ Mas mesmo sem a mesma variedade de CDs e vinis, ainda dá pra ir para a Galeria do Rock e aproveitar muito.


Bolsa lindíssima de O Estranho Mundo de Jack ♥

Explorada toda a Galeria do Rock, fomos embora. Passeando pelas ruas, comemos churrasquinho grego e acarajé, porque comida de rua é demais ♥ Na verdade, naquele fim de semana inteiro nós ficamos sobrevivendo de comida de rua; só fomos comer comida de verdade no último dia, antes de entrarmos no avião. Comida de rua é ótimo, mas não tem nada melhor do que arroz e feijão pra recuperar as forças.

Depois de comer, encaramos de novo a saga do metrô. Ficamos perdidos pra pegar a linha azul, porque as placas estavam escritas apenas o destino final das linhas, com fundo vermelho. Dá um mindfuck básico, né gente? Enfim, nos tocamos e fomos pra Liberdade, que era outro lugar que eu queria muito visitar.

Duas coisas sobre Liberdade: tem pessoas, aos montes, e tem tantos freezers de picolé Melona quanto tem pessoas. Gente, tinha um Melona vendendo até na papelaria xDD Mas enfim. Foi meio difícil andar por Liberdade porque realmente tinha muita gente. Eu fiquei segurando firme no meu pai para não me perder dele. Todos estavam extremamente agitados e desviando dos vendedores ambulantes da vida e dos carros. Honestamente, não parecia compensar nada andar de carro por ali, estava tudo parado. E isso era pleno sábado, fim de semana - nem quero imaginar como aquilo era num dia de semana às seis da tarde x.x

Já era meio da tarde e eu já estava bem cansada de andar toda a Galeria do Rock e um pouco mais. Sim, sou uma pessoinha sedentária, mas esse não é o ponto no momento. Eu queria passar no Sogo Plaza e dar uma olhada nos mangás e nos artigos otakus. Eu imaginava que ia gastar um monte lá, mas não. Comprei só quatro mangás. Admito: não sou do tipo de ir pras lojas e gastar a louca, mesmo me preparando pra isso. Fiquei pensando 'não, vou guardar pra outra coisa!' ou 'não, vou dar mais uma olhada' e é, acabava sem comprar o que eu queria inicialmente ;w; Um exemplo disso foi um moletom lindo de Fullmetal Alchemist que vi numa lojinha na Galeria do Rock. Estava por R$70,00, e eu fui lá e pensei 'não, eu vou na Liberdade, provavelmente deve ter isso lá por um preço melhor'. Guess what? Não tinha. Fiquei sem o moletom, afinal. Na próxima vez, vou juntar bastaaante dinheiro pra não me preocupar com coisas banais como gastar demais -q Mas que frase WTF.

BR: Angel's Border, Aoharaido (e marcador), No Game No Life e Bakuman ♥

Mas dos quatro mangás comprados, não me arrependi nada! ♥ Já li tudo e amei amei amei. Battle Royale: Angel's Border é um mangá com duas histórias sobre as garotas do farol do livro Battle Royale. A história se passa em um mundo alternativo onde o Japão é um governo totalitário que tem uma lei chamado Ato BR, que todo ano sorteia turma de 9º ano, os leva para uma ilha deserta e os obriga a se matarem até sobrar apenas um. O livro é ótimo, tem uma história incrível, mas os personagens secundário não são muito explorados. Essa é a função de Angel's Border. Quando terminei de ler fiquei estupefata e com uma visão completamente nova sobre as personagens. A edição também é ótima, com as folhas mais grossas e notas do Takami Koushun. Foi o mais caro do dia, por R$ 16,90

Aoharaido vocês devem conhecer, já que é um shoujo maravilhoso. Narra a história de Yoshioka Futaba e Tanaka/Mabuchi Kou e seu grupo de amigos, contando suas aventuras pela juventude )o) A edição brasileira é linda, custou R$ 12,90 e ficou arrumadinha, tem até as notas da autora e ainda veio com um marcador super fofo =w= Pra quem realmente gostar da série e quiser colecionar, vale a pena ♥ Eu vou tentar~

Eu tinha ficado na dúvida entre o mangá de No Game No Life ou a novel do mesmo. Acabei pegando o mangá e deixei a novel pra depois. Não me arrependi, apesar de imaginar que vou gostar mais da novel mesmo. Vocês já devem conhecer a história, mas vou falar: narra a história de dois irmãos NEETs e hikikomoris, muito inteligentes e viciados em jogos, que são transportados para um mundo onde tudo é decidido por jogos. O mangá é muito bem feitinho, as páginas são mais grossas, o desenho é lindo e tem um recado do autor (que é brasileiro) no começo e um capítulo extra no final. Quero tentar colecionar também ^-^ Comprei por R$ 14,00.

Sobre Bakuman... Eu já tinha ouvida falar do mangá e do anime, mas não conhecia a história direito. Agora conheço e amo. Estou continuando a ler o mangá online porque a história é maravilhosa. Basicamente, são dois meninos que resolvem escrever um mangá; é praticamente um "manual do mangaká" e quem desenha ou cria histórias (como eu) consegue se identificar bem. O primeiro volume acaba com um cliffhanger maldoso e agora estou lendo pelo PC porque vale a pena ♥ Foi o mais barato do dia, por R$ 10,90.

Okinawa sobá ♥

Saímos do Sogo Plaza, passeamos um pouco, compramos biscoitinho Pepero e um takoyaki pra viagem (estava ótimo ♥), mas das experiências culinárias, tenho que falar mesmo é do Okinawa Sobá do restaurante Okinawa (Rua Galvão Bueno, 339). Eu e meu pai estávamos meio cheios de comida de rua então queríamos algo bem leve. Achamos o restaurante; ele servia comida japonesa a quilo no andar de cima, mas nós ficamos no térreo e comemos um sobá maravilhoso. Sobá é um caldo de shoyu com macarrão, carne e outras coisinhas. É uma comida leve e pra nós que estávamos cansados, mas cheios, foi perfeito. O okinawa sobá era um pouco diferente do sobá era um pouco diferente do sobá tradicional; e estava incrível. Anotem aí: quando forem na Liberdade, procurem o restaurante Okinawa.

E assim acabou nosso dia de sábado andando por Sampa \o/

No domingo, meu último dia, eu estava morta. Nosso vôo era às 18:00, mas nós não tínhamos muita certeza do que fazer. Saímos de manhã e visitamos o Mercado Municipal, que estava na lista do meu pai. Compramos algumas frutas exóticas, como pitaia, lichia e atemoia, todas deliciosas =w= Também comemos o tal do sanduíche de mortadela gigante do Mercado, mas não colou. Até que é bom, mas como meu pai bem colocou: "a gente podia comprar dez pães e dividir toda aquela mortadela que dava pra comer numa boa" *falo mesmo*

Colar da TARDIS, Malícia e tinta pra cabelo ♥

Do Mercado Municipal fomos direto para o aeroporto; mesmo que tivéssemos planos de onde ir, eu estava cansada demais pra isso - sim, a culpa de não termos aproveitado mais foi minha e do meu sedentarismo )o) Lá no aeroporto, entediada, fui na livraria e comprei o livro Malícia, do Chris Wooding, por R$ 35,00 (aquele preço caro de livraria de aeroporto, sabe?). Já tinha ouvido falar do livro antes, e como nunca vejo ele nas livrarias, aproveitei a chance. Ele é uma mistura de romance e história em quadrinhos. Na história do livro, existe uma revista de terror chamada Malícia, e existe um boato de que os adolescentes que aparecem nessa revista são pessoas reais que foram raptadas por Jake Gigante e levadas para o mundo onde a revista se passa. É uma história muito original e com personagens muito interessantes, então está valendo muito a pena ♥ É possível até que entre na lista de preferidos, mas como eu ainda estou na metade, não posso dizer com certeza.

E, finalmente, é isso! Se você leu tudo até aqui, fico muito grata, porque sei que o post ficou enorme ;w; Espero que tenham gostado ♥

Bye bye~ 

8 comentários :

  1. a galeria do rock é muito legal mesmo, fui um dia com minha irmã e adoramos kkk
    flor passei aqui pra te perguntar se está em p´r nossa afiliação !!
    bjos u3u
    http://girlzofunicornland.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ah, que legal! Se eu morasse em SP ia lá toda semana, amei aquele lugar ♥
    Está de pé sim! Vou te colocar nos afiliados assim que o seu blog abrir, ok? :3 Me avise por aqui :)

    ResponderExcluir
  3. A gente diz que "se morasse em SP eu iria sempre", mas eu sou de lá e afirmo: não ia não, HAHAHAHA! A gente só vai quando quer alguma coisa - eu atualmente vou na Liberdade mais pra comer que qualquer outra coisa.
    Eu to me rachando muito com essa história do metrô, Hannah XD Porque a primeira vez que andei de metrô foi sozinha, e mesmo hoje eu sempre tenho que conferir nos mapas, hahaha! Uma dica é sempre olhar o site do Metrô, tem os mapas de todas as linhas (até no google imagens). O que você precisa se atentar é o nome da última estação sempre, eu acho, que é o "destino". Espero que venha outra vezes e não se perca tanto! XD
    Não sei se já fui na Galeria do Rock - devo ter ido com meu pai, mas faz tanto tempo que não me lembro se fui ou não. Liba já é quase minha casa, e olha que eu não conheço esse restaurante que você citou o.o Anotarei. E TAKOYAKI! <3 Que bom que você gostou *w* É ótimo, não é???
    Mangás é uma coisa que eu já não vejo tanta graça em comprar, exceto os que eu quero muito colecionar (Tipo Sailor Moon e Aoharaido). Mas como já falamos sobre isso, eu entendo por que você prefere, hahaha XD Espero que goste de todos que comprou <3 e nunca deixe pra comprar algo depois, porque a gente se frustra D: Agora eu que quero ir na galeria ver esse moletom aí <3
    Beijinhos pra ti! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, pensando bem, é assim mesmo xD É que nem morar em Brasília achando que vai passear pelo Plano Piloto todo dia -q
      Eu ando de metrô de vez em quando com a minha mãe, mas é muito fácil andar por Brasília, já que só tem duas linhas e só um ponto de baldeação x.x Então, fiz isso~ Lá na Praça da República, se não me engano, as placas não tem número da linha, só destino final... Demorei um pouco pra me tocar, mas no fim deu certo xD Espero que da próxima eu já esteja mais acostumada \o\
      A Galeria do Rock é bem legal ♥ Mas acho que não é bem o seu tipo 8D Eu gostei de Liba, mas eu tenho uma cisma com multidões, então foi meio desconfortável ;w; Procure o restaurante, ele é ótimo! E takoyaki ♥ É muito bom, quero até ver se tem algum lugar que vende aqui em Brasília.
      É, eu prefiro porque não consigo ficar muito tempo lendo no PC ;w; E também adoro fazer coleções, então~ Os mangás que vendem aqui em Brasília ou esgotam o estoque rápido demais ou nem chegam D: Pegue o moletom por mim, que fui tonta e não comprei </3

      Excluir
  4. Fiquei dias pra ler o post por causa da minha falta de tempo >_< Mas terminei, então vamos lá. Eu moro em Guarulhos, que é colado em São Paulo, mas o máximo que eu já fui foi Mauá, ontem mesmo. Nunca fui pra Galeria do Rock, mas meu irmão tá querendo ir, então se ele for vou também com muito dinheiro pra comprar colar da TARDIS e bottons ♥ E principalmente umas blusas de séries ou de bandas de rock, que estou precisando. Amei muito seu colar, estou apaixonada ♥
    Não tenho tanta vontade assim de ir na Liberdade, iria mais pelos CDs de K-pop, se tivessem. Iria comprar Crush do 2NE1 ou até mesmo Fire, que eu também acho legal.
    nunca andei nos metrôs de São Paulo, mas já andei de trem (ontem mesmo) e é até fácil. Bem mais fácil do que o metrô, eu acho. É só sair perguntando se tal trem passa em tal lugar, em alguns lugares dá pra fazer baldiação (nem sei se essa palavra existe).
    Se eu tivesse dois dias pra andar por algum estado (tipo Brasília mesmo) eu andaria muito ^^ Quando fui pro Rio de Janeiro fiquei duas semanas, acho que foi menos, uma semana eu acho, e fomos para o "pão de açúcar" do Complexo do Alemão, Floresta da Tijuca, Praia da Barra, Mirante (um pouco abaixo do Cristo Redentor) e a Feira de São Cristóvão. Também fomos pra favela do Rio das Pedras, compramos um monte de coisas e andamos pra caramba. Dois dias eu andaria bem mais que dormiria. Enfim, acho que acabaria tirando mais fotos que comprando coisas porque sou pobre, hehe. Estou apaixonada por esse colar da TARDIS ♥ E esse livro parece ser ótimo, quero resenha, viu?
    Kisses ~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não te culpo, acabou ficando enorme xDD Acho que você vai amar a Galeria do Rock ♥ Lá tem várias coisinhas legais~ O colar da TARDIS mesmo tem em várias lojas. Camisas, então, nem se fala >u<
      A Liberdade é bem legal, e os CDs tem principalmente no prédio que eu falei, o Sogo Plaza, no último andar. Até dei uma olhada, mas a maioria estava na faixa dos R$120,00, e como eu só tinha R$70,00 sobrando, não deu ;w; Mas eu acho que compensa, porque são aquelas edições super chiques coreanas, com caixinha e tudo -q Eu vi Crush lá. Fire já não achei :c
      Imagino que trem seja mais fácil mesmo >.< Metrô envolve muita baldeação (essa é a palavra), troca de linhas, é meio complicado pra que não é acostumada (tipo eu -q).
      Eu também, mas o caso é que eu sou meio sedentário e canso fácil D: Tenho que mudar isso, tho x.x Não tenho muita vontade de ir pro Rio, mas parece ter sido legal ^-^ Da próxima vez que viajar, vou me preparar mais pra não cansar tão rápido >.< Se for pra Galeria, junte bastante dinheiro, porque você vai querer gastar aos montes )o) Já terminei Malícia, então logo tem resenha dele ♥

      Excluir
  5. Queria ter money pra ir em SP também ;-;

    Parabéns pelo blog \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos nós, meu amigo, todos nós ;w;
      Obrigada! ^-^

      Excluir

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!