Análise em dupla | Owari no Seraph

sexta-feira, 19 de junho de 2015


Ayo! Sim, eu sei que parece que eu morri - juro que já vou responder e retribuir todos os seus lindos comentários, ok? ♥ Nessa semana que passou tive prova de piano, duas provas de bloco (daquelas que vem umas dez matérias de uma vez -q) e algumas apresentações e trabalhos, então foi meio corrido. Esse fim de semana, ao contrário dos outros, também vai ser cheio: vai ter cinema com as amiguinhas e Festival do Japão ♥

Mas não é disso que vim falar. Hoje trouxe um post diferente, de uma semi-resenha de um anime que assisti junto com a Nayou-chwan, do My Dear. O dito cujo é um anime novo dessa temporada de abril, Owari no Seraph, e em poucos episódios entrou para os meus preferidos. Vamos ver por quê?



Owari no Seraph / Seraph of the End
Episódios: 12 (em andamento)
Gênero: Drama, Vampiro, Shounen, Sobrenatural
Recomendado para maiores de 17 (violência)

Sinopse: Um dia, um virus misterioso surgiu na terra e matou todos os humanos maiores de 13 anos infectados. Ao mesmo tempo, vampiros surgiram da terra das sombras e escravizou a raça humana. Hyakuya Yuuichirou, um jovem garoto, foi capturado junto das outras crianças de seu orfanato e foi tratado como nada além de alimento pelos vampiros. Mesmo em cativeiro, Yuuichirou sonha grande. Ele sonha em matar vampiros. Sonha em matar todos eles.




Comentário da Nayou (1º episódio):

Logo nos primeiros minutos do anime somos apresentados à "extinção" dos humanos. Um vírus mortal se espalhou e matou todos os humanos maiores de 13 anos de uma só vez. Os menores sobreviventes são então recolhidos e levados para viver sob a "proteção" de um grupo que, ao que me pareceu, foi responsável por tudo.

Yuichiro e Mikaela são dois jovens que nos são apresentados logo no começo e, depois de um corte, já aparecem adaptados na organização. Bem, em partes. Mikaela parece ter se conformado e decidido a seguir as regras para sobreviver, já Yuichiro ainda se opõe a elas como pode, decidido a derrotar os vampiros. 

"Ei, perdoem ele. Ele é muito burro e não bate bem da cabeça" - Linspector, Mikaela

Fiquei meio confusa sobre quando os vampiros apareceriam e que tipo de vampiros seriam. Se seriam os salvadores ou os vilões, uma oposição à organização e tal... Mas assim que vi que a organização sugava, literalmente, o sangue das crianças e eram totalmente indiferentes sobre elas aí a ficha caiu.

E então aparece Ferid, um nobre, com seus olhos vermelhos para quem ainda tinha dúvidas de quem eram os vampiros ali e a presença dele acabou salvando Yui de ser jogado pra morte pelos "guardas vampiros". Ele foi o primeiro vampiro expressivo a aparecer no anime e justo quando eu estava feliz com isso ele solta a frase mais "vou te estuprar" pro Mika convidando ele para ir de novo até sua mansão. Pera, de novo? É, de novo. *aquela carinha* Aquela cara de pedo bear e o jeito afeminado do garoto deram um ar bem... Pois é, bem "bem..." à situação.

Mika meio que se prostitui ao Ferid (calma, calma! No sentido de dar o sangue dele, não outras coisas -qq) em troca de tudo o que quiser ou precisar. Enquanto isso Yui fica por aí cismado de que um humano pode derrotar um vampiro #chamaabuffy

Alois, é você? -q

A divergência de opiniões entre os dois acaba criando duas perspectivas sobre a realidade em que vivem, isolando o Yui, coitado, por ele ser aparentemente o único decidido a acabar com esses dias deles na organização.

E então temos um flash do passado, Yui chegando ao orfanato (revoltado como de costume) e a história dele nos é apresentada: sua mãe se matou por ele ser endemoniado e, talvez por isso, o pai dele tentou matá-lo. Talvez este seja o principal motivo para ele ter criado essa barreira emocional com todos ao seu redor e ser revoltadinho assim...

Logo em seguida somos apresentados à Akane (uma amiguinha deles do orfanato) que faz um curry para a "família" -composta por eles três mais algumas criancinhas que viviam juntas no orfanato- com os ingredientes que o Mika entregara. Yui rapidamente entende e fica com raiva pelo fato do amigo estar se "prostituindo" pra botar comida boa na mesa.

Bem mais tarde naquela noite, Mika chega em casa e Yui está acordado o esperando. Os dois descem para conversar e então a revelação: Mika não está se prostituindo de graça! tan tan tan~

Todo esse tempo ele aproveitou que estava na mansão de Ferid e procurou por uma forma de sair com sua familia dali, até que finalmente encontrou um mapa da cidade da organização e uma pistola e os entregou a Yui, que aceitou fugir naquela noite mesmo com todos os outros.

Com a porta que lhes levava à liberdade bem na sua frente, Ferid surge do nada e revela que tudo era uma armadilha, ele sabia desde o começo das intenções de Mika. Logo após a revelação um conflito começa e toda a familia é morta sem dó nem piedade pelo vampiro que, ao se distrair com o sacrificio de Mika, acaba sendo morto por Yui que, por sua vez, acaba fugindo sozinho.

Just run Yui!

Or act like a boss.... Whatever -q

O episódio termina com um grupo da resistência, aparentemente, o encontrando e ele aceita ser usado como objeto de estudo contra os vampiros, agora mais decidido que nunca a acabar com eles e vingar sua familia.


Comentário da Hannah (2º/3º episódio):

No segundo episódio, somos introduzidos a um Yuichiro quatro anos mais velho. Ele luta no exército destruindo uns monstros muito loucos. Aí fica mais claro que o vírus que matou todos os maiores de 13 era um dos sinais de um apocalipse. Os monstros muito loucos são outro sinal.

São monstros bizarros mesmo. Essas patinhas são a parte menos pior -q

Com 16 anos, tudo com que Yui se importa é matar todos os vampiros para vingar a morte de sua família - sabe, aquele típico protagonista badass e ligeiramente irritante. O desenvolvimento do personagem dele me lembrou um pouco o Eren Jaeger, de Shingeki no Kyojin. O que não é de todo ruim: o Eren é um ótimo personagem, mas eu pessoalmente não vou muito com a cara dele 8D O mesmo foi com o Yui. 

É preciso dizer: o Yui é meio idiota. Ele é irresponsável e impulsivo, apesar de se importar de verdade com os outros e sempre querer salvá-los (aí já estou falando dos episódios 6/7). Mas ele é burro e revoltado, então eu não sou a maior fã dele.

Mas enfim. O desejo de Yui é entrar no Esquadrão Demoníaco que combate vampiros com a única arma capaz de matá-los: armas demoníacas, "possuídas" por demônios. Lembra que a mãe do Yui se matou porque ele era endemoniado? Pois é, lembrei disso na hora. Isso é um sinal, everyone.

Porém, antes de sair matando todos, ele precisa provar a seu chefe, Guren (um personagem demais), que é capaz de trabalhar em equipe. Yui é muito fechado e não acha necessário ter parceiros - ele basicamente quer ter a plena vingança contra os vampiros só para ele, sacas? -q

Mas depois de quebrar algumas regras, Yui é mandado para o colégio (sim, escola de ensino médio) como castigo, para ser liberado somente quando fizer algum amigo. Ele fica sob a supervisão da sargento Shinoa Hiragi, que é muito badass e eu amei de coração ♥

A foice demoníaca super badass da Shinoa ♥

Depois de várias situações, que incluem bullying e o ataque de um vampiro na escola, Yui faz uma pseudo-amizade não correspondida (pelo Yui, óbvio) com Yoichi Saotome, um garoto fofinho e bonzinho que também quer vingança contra os vampiros, pois um deles matou sua irmã mais velha quando ele era pequeno. Mas ele é aquele personagem meio banana, sabe? Espero que ele se desenvolva bem ao longo do anime. Quero ver o Yoichi matando todo mundo )o) -q

Na opening e na ending recebemos um projeto de spoiler: várias vezes aparece um menino loiro de olhos azuis que é impossível não pensar se é o Mika. Enquanto assistia essa opening juro pra vocês que gritei "MIKA COME BACK" tão alto que minha mãe perguntou o que tava acontecendo -q

Mas fazer o que gente, Mika é minha paixãozinha nesse anime. Buuut, para saber se ele volta ou não, só assistindo~

Análise técnica (de mim, Hannah Mila):

Admito: Owari no Seraph não estava nas minhas primeiras opções de animes da temporada para assistir. Estou numa fase mais shoujo e acabei passando direto pela maioria dos shounens que apareciam. Tanto que Owari no Seraph é o único do gênero que estou assistindo (os outros são Plastic Memories, Yamada-kun to 7-nin no Majo e Ore Monogatari!!). O caso é que: não havia muita fé sendo posta em Owari no Seraph.


Fui meio confusa assistir porque, pela sinopse, eu não entendia a relação entre vampiros, um vírus assolador e monstros muito loucos (ainda não entendo, mas enfim). Mas acabei me surpreendendo, porque o enredo é original e te prende completamente. As coisas acontecem rápido, não existe muita enrolação ou mistérios à toa. Mas também não é algo rápido demais. Conseguimos assimilar a história completamente, mesmo ela estando vaga em partes. Os personagens são trabalhados aos poucos, sendo que nós podemos acompanhar a "evolução" deles - por exemplo, esse caso da antissocialidade do Yui ou da bananisse do Yoichi -q

Logo que comecei a assistir o primeiro episódio fiquei meio "meh" com a animação. Não era ruim, mas já vi melhores. Pelo menos no começo parecia que toda a animação das personagens estava dura, pouco fluída. Não se era porque eu estava há um tempo sem assistir anime e desacostumada, mas sei lá, tive essa impressão.Já não tenho mais: ao longo dos episódios, esse ponto parece evoluir. Todo o desenho é bem básico e não tem nada muito "diferente", mas é inegável que o character desing é ótimo, especialmente o dos vampiros e das meninas. Toda a ambientação da história é maravilhosa, misturando um estilo vitoriano com os vampiros e um steampunk com o exército, mas de um jeito moderno. Mas tudo tem alguns tropeços. A Nayou comentou isso na análise dela: 

O Yoichi por exemplo me incomodou bastante a principio. Num anime "sério" e cheio de personagens bem feitos e ele sendo um principal lá com seu look mais shoujo que o da própria Shinoa u.u seriously? Entendi que ele é meio bobo e tal mas coitado né, não precisava deixar ele igual uma moça...

Mas o Yoichi é fofo então eu deixo passar -qq

Ao longo do anime aparecem outros personagens, como o Kimizuki, um aspirante a soldado do Exército Demoníaco e rival do Yui. Adoro ele, porque personagens de óculos e sarcasmo são o meu tipo. Mais alguns episódios, e somos introduzidos à Mitsuba, outra soldado. Não fui com a cara dela no começo, mas até que estou começando a gostar dela - apesar de ainda achar a voz extremamente irritante. Mas vou parar por aqui já que não quero dar spoilers - só quero que vocês assistam a esse anime brilhante ♥ Eu estou assistindo ele no AniTube.

      

É isso, gente. Ficou duas vezes maior que o normal, mas vale a pena ♥ Só espero que não tenha ficado muito cansativo de ler...

Agradeço à Nayou-chwan por ter me chamado pra esse projeto, e podem ficar atentos que logo outras análises assim aparecem por aqui ^-^ Confiram o blog da Nayou, é super mágico - eu já citei ela antes aqui, mas é válido de qualquer jeito )o) Ah, e os icons da parte da minha análise foram feitos pela linda da Shana, meus prêmios do Emotion Contest. Thank you again ♥

Não quero falar muito hoje. Estou com sono da vida.

Bye bye~ o/

2 comentários :

  1. Fui assisti esse anime só esse ano porque estava com preguiça e fiquei um pouco decepcionada. Para mim, Owari me pareceu um shojo disfarçado de shonen. Deve ser porque eu estou acostumada a ver mais animes de luta mas achei as lutas de Owari bem fracas e a luta final da segunda temporada acabou tão rápido quanto começou. E também ainda não entendo essa relação entre vampiros, monstros e vírus (e porque diabos o vírus só matava adultos). Espero para ver se as várias falhas do enredo serão corrigidas na (talvez, futura) terceira temporada.

    ResponderExcluir

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!