Let's Kill Hitler!

quinta-feira, 25 de junho de 2015


Ayo! Mas que diacho de título é esse, senhorita Hannah Mila? Bom gente, o post de hoje é diferente; não, não é sobre matar Hitler, embora isso também seja um assunto interessante. O título se refere ao episódio Let's Kill Hitler, da 6ª temporada de Doctor Who, em que a personagem Mels fala a seguinte frase:

"Eu tenho uma arma, você tem uma máquina do tempo. Que se dane. Vamos matar Hitler!"

Como todos sabem, Doctor Who é uma série - melhor dizendo, A série - sobre viagem no tempo. E é exatamente esse, com todos os seus clichês e paradoxos, o assunto do post de hoje! É um post aleatório, falando um pouco sobre as bases da viagem no tempo - só pra atiçar a curiosidade de vocês mesmo.

Esse tema me veio à cabeça porque estou lendo um livro chamado Viagens no Tempo no Universo de Einstein, do físico americano J. Richard Gott. O livro é do meu pai, mas vasculhando as estantes aqui de casa, achei ele e comecei a ler. É realmente interessante, usa de filmes e livros pra explicar os fundamentos da viagem no tempo e até eu, que comecei a estudar Física há seis meses, consigo entender perfeitamente. Motivada e mais entendedora da física das viagens no tempo, resolvi trazer esse post para vocês ♥

Nenhum fã de cultura pop que se preze nunca viu ou leu algo que envolvia viagem no tempo. É provavelmente um dos temas mais abordados nos livros, filmes, séries~ Afinal, é um tema muito explorável! Em Doctor Who mesmo, existe uma base científica para as histórias e vemos a viagem no tempo de vários jeitos diferentes.

Existem ideias sobre mundos paralelos, linha do tempo maleável, autoconsistência e outros tipo de teorias mirabolantes porque o fato é: a viagem no tempo é possível na teoria; o jeito é descobrir qual a teoria certa que a trará para a prática.

Na verdade, a única coisa impedindo a viagem no tempo agora são as leis da física e a necessidade de uma fonte de energia mirabolante e um material hiper resistente para aguentar a viagem. Porém, vale lembrar que as pessoas já disseram que era impossível quebrar a barreira de som, e alguns anos depois, voilá. Barreira quebrada. A humanidade está sempre evoluindo e eu não vejo a viagem no tempo - ou qualquer outra barreira física, como o teleporte, por exemplo - a um futuro muito distante.

Mas o que é realmente interessante sobre as viagens no tempo são os paradoxos. Já que estamos falando de Hitler, vamos fazer uma variação do famoso paradoxo do avô com ele: no Paradoxo de Hitler, você volta para 1890 para matar o futuro tirano quando ele ainda era um bebê. Missão cumprida, a criança morre. Mas se a Segunda Guerra então nunca aconteceu, como você, pessoa do século XXI, saberia que tinha que matar ele? 

É aí que entram as diferentes teorias. A ideia de universos paralelos diria que você viajou entre universos. No primeiro, de onde você partiu, os nazistas (e as mortes) prosperaram. No segundo, para onde você foi após matar Hitler, a Segunda Guerra nunca aconteceu - e por consequência, diversos outros eventos, alterando tudo completamente, como diz a Teoria do Caos, ou Efeito Borboleta. Esse é a teoria abordada na trilogia De Volta Para o Futuro, por exemplo.

Gráfico tosco pra vocês
Partindo do ponto A (2015) para o ponto B (1890). Na viagem de volta, um desvio para o ponto C (2015 alternativo).

Já o princípio da autoconsistência diria que você não alterou realmente o passado, pois sempre foi parte dele. Quando você volta para o seu tempo, tudo está exatamente como você deixou - nada na História mudou. Logo você descobre que o bebê que você matou não era Hitler, mas seu irmão (só exemplo, viu gente?). E esse acontecimento deixa Hitler enfurecido e ele cresce com ódio e se torna o líder dos nazistas. Ou seja, você não impediu nada; pior ainda: foi tudo culpa sua. Os filmes O Predestinado e Interestelar mostram a viagem no tempo dessa ótica.

É uma viagem, mas faz sentido. Eu sou adepta do princípio da autoconsistência porque eu acho que paradoxos já teriam colapsado o Universo há tempos e eu não estaria aqui para contar história. Mas essa é a beleza da viagem no tempo: eu posso estar certa, e também posso estar redondamente enganada. Existe todo um mundo de descobertas a fazer sobre a viagem no tempo - e não acho que elas estejam tão distantes assim.

4 comentários :

  1. Let's kill Hitler ♥♥♥ Amo esse ep, amo mesmo, ele é estranho e a Amy tá toda estranha e eu nem shippo a River e o Doctor, mas eu amo esse ep porque eu quase nem respirei, fiquei o tempo todo tipo "OMG I CAN'T BELIEVE".
    Enfim, acho que se viagens no tempo realmente existirem, o mundo vai ficar bem ruinzinho. Nós assistimos Doctor Who, sabemos que se os paradoxos acontecerem tá todo mundo ferrado e nós, inclusive, mas não é todo mundo que vai ligar pra isso. A Clara sabia mais ou menos o que o Doutor nos ensinou (eu amo falar isso, meu Deus), mesmo assim ela insistiu e fez o possível pra que ele salvasse o Danny (só eu que acho o personagem dele o mais sem graça?).
    Acho que viagem do tempo é maravilhoso, é incrível, é um sonho, tudo de bom. Mas concordemos: é algo melhor não sendo real. Com os dragões, ou zumbis, por exemplo: todo mundo gosta, mas é claro que não daria tão certo assim na vida real.
    Eu amo falar sobre viagem no tempo relacionado À Doctor Who. Outra coisa que você esqueceu: os momentos fixos. Tudo no universo está em fluxo, pode ser mudado quando for possível. A vida de alguém salva, um bolinho comprado durante o século 3.001, um livro lido na casa de alguém comum do século XIX. Mas existem os momentos fixos, que precisam acontecer em todos os momentos, que nunca podem mudar. Porque se mudarem, tudo pode se destruir, talvez até o próprio tempo. Um exemplo é a morte do Doutor, o outro é a morte da Adelaide (season 4, antes da regeneração do 10th).
    Me empolguei, amo falar de Doctor Who ^^ Faça mais posts assim, viu?
    Até mais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Let's Kill Hitler é um dos meus preferidos, só perde pra Wedding of River Song e Angels Take Manhattan (note que todos eles envolvem River x Doctor *apanha*) ♥
      É por isso que sou adepta do príncipio da autoconsistência: com ele, não existem paradoxos, apenas uma linha do tempo fixa. E se considerarmos que a viagem no tempo já foi descoberta no futuro, o universo já teria colapsado e nenhuma de nós estaria aqui >.< É estranho, mas acho que faz sentido. A Clara agiu impulsivamente, e eu acredito que a viagem no tempo quando for alcançada (se é que já não foi) deve ser mantida em segredo. O Danny pra mim foi um personagem desnecessário, só pra criar intriguinha entre Clara e Doctor. Foi bem chato mesmo.
      Eu sou muito sonhadora, então eu quero que a viagem no tempo seja real ;w; Mas como eu falei, a humanidade teria que ter uma mentalidade completamente diferente para não explodir o tempo e o espaço com paradoxos -qq
      Eu usei Doctor Who de ponto de referência porque eu SEMPRE vou colocar DW no meio de algo )o) Mas o que eu falei foram as teorias "comprovados" que eu li no livro do Gott. Em DW, pontos fixos são realmente interessantes, mas do ponto de vista científico acho eles meio sem sentido -q Se olhamos pela Teoria do Caos, qualquer coisa, inclusive o bater das asas de uma borboleta, pode alterar o universo inteiro completamente. Eu gosto da ideia de momentos fixos, tho. Me faz acreditar em destino.
      Haha, nós duas nos empolgamos muito )o) Vou fazer sim! ♥

      Excluir
  2. Acabei de adicionar o post nos meus favoritos porque este realmente é um dos temas que eu mais amo. E embora eu sempre tenha sentido que sabia bem quais eram os paradoxos das viagens do tempo, nunca os soube explicar tão bem como você explicou aqui >.< Não tenho lá muito tempo para séries, mas parece que doctor who está a chamar por mim, porque recentemente tenho encontrado referências a essa série por todo o lado :o

    Ah, é, já respondi ao seu comentário no meu blog. Demoro sempre a fazer isso ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwn, sério? Que bom que gostou, sempre que escrevo sobre temas assim fico com medo de ficar confuso >.< Viagem no tempo é mesmo um tema incrível~ Sempre que vejo um livro, filme, anime que envolve viagem no tempo já adiciono na lista de prioridades )o) Quando tiver tempo, assista Doctor Who, é realmente incrível e viciante =w=

      Excluir

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!