Mangá | Bakuman

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Tô ouvindo Outer Science >.<

Ayo! Sim, sim, sim. Eu sei que já falei (e muito) sobre Bakuman por aqui. Esse mangá maravilhoso já apareceu duas vezes no melhores do mês, e sinto muito, mas vai aparecer de novo num post só dele )o) Hoje trouxe uma resenha enorme do meu mais novo mangá favorito - let's go!



Bakuman。 (バクマン。), é um mangá escrito por Tsugumi Ohba e ilustrado por Takeshi Obata (os mesmos autores de Death Note), que segue a trajetória de dois garotos do 9º ano que sonham em se tornar autores de mangá: o desenhista Mashiro Moritaka e o roteirista Takagi Akito.

A história começa quando Mashiro esquece o seu caderno com um desenho de sua paixão e colega de classe, Azuki Miho, em sua sala de aula. Quando ele volta para a escola para recuperar o caderno, seu colega Takagi está esperando por ele com o caderno em mãos, e diz a ele que ele acredita que Azuki gosta de Mashiro também. Takagi, então, tenta convencer Mashiro para se tornar um mangaká com ele e  o chama para ilustrar as histórias que ele escreve. No entanto, Mashiro recusa imediatamente, já que seu tio, Kawaguchi Taro, era um antigo mangaká "de um sucesso só" que morreu por excesso de trabalho, enquanto tentava recuperar sua popularidade.

Depois de vários tentativas de convencê-lo a desenhar mangá, Takagi leva Mashiro à casa de Azuki, onde eles se declaram um ao outro (sim, é rápido assim).  Mashiro, surpreso, descobre que ela quer ser uma seiyū (dubladora) e, num surto de animação, pede Azuki em casamento, sob a condição de que eles só se casem depois de alcançarem seus sonhos e que eles não se vejam até lá (acaba que não é tão rápido). Seu objetivo é ter a voz de Azuki dublando a heroína na adaptação do anime de seu mangá. A partir daí, seguimos Takagi e Mashiro na corrida atrás de seus sonhos.



Bakuman foi serializado na Weekly Shounen Jump entre agosto de 2008 e abril de 2012, terminando com 176 capítulos e 20 volumes. Também tem uma adaptação para anime com três temporadas de 25 episódios cada - mas estamos aqui pra falar do magnífico mangá. Na verdade, depois de lê-lo, nem senti tanta vontade de ver o anime )o)

Bakuman é uma história leve, divertida e gostosa de ler, mas que faz do trabalho de escrever mangás uma coisa bem intensa. O nome é uma brincadeira juntando com as palavras bakuchiuchi (apostador) e mangaká, já que é afirmado que o autor de mangá que não consegue ser bem-sucedido é apenas um apostador. O enredo corre suavemente e é bem realista - Takagi e Mashiro, também conhecidos pelo pseudônimo Ashirogi Muto, sofrem umas boas patadas tropeçadas antes de realizarem seu sonho. Mas mesmo com um obstáculo depois do outro, a dupla nunca desiste, e acho que é sobre isso que Bakuman trata: correr atrás de seus sonhos, sem se importar com o que surge no caminho. E mais: extrair coisas boas dos problemas da vida.

O mangá também aborda uma coisa muito legal que eu nunca tinha visto antes: a rivalidade amigável. A dupla protagonista cria amizade com vários outros autores de mangás e eles formam uma espécie de "clubinho de mangakás" em que um incentiva o outro numa competição saudável pela popularidade de seu respectivo mangá. Sendo bem honesta, os personagens secundários roubam completamente a cena, e os melhores momentos são quando o clubinho de mangakás se reúne.



Desses secundários que brilharam mais do que os protagonistas, vale destacar o Niizuma Eiji, um mangaká gênio de 15 anos que praticamente respira mangá. Ele é apresentado no início do mangá como o rival direto de Ashirogi Muto. Admito que pensei que o personagem ia ser um pé no saco e só me dar trabalho o mangá inteiro, mas ele é simplesmente o ser mais apaixonante de Bakuman. Divertido, inteligente e como ele mesmo se descreve, um "garoto eterno" - honestamente, Niizuma é provavelmente o melhor personagem do mangá, ou pelo menos o mais envolvente. Também posso falar muito bem do energético Fukuda, da fria mas amável Aoki e do depressivo e hilário Hiramaru, outros mangakás lindos. 

Para quem se interessa pelo assunto, Bakuman explica direitinho como funciona o mercado editorial de mangás no Japão, a hierarquia dentro do editorial das revistas e a questão dos rankings de popularidade das séries, que determinam todo o futuro de um mangá serializado. Eu não sabia absolutamente nada sobre o assunto, então foi bem interessante aprender. Ao longo da série, somos apresentados a vários editores de mangás que também conseguem roubar a cena, como o Hattori, editor do Ashirogi Muto e o Yujiro, editor do Niizuma, entre outros. Ah! E também preciso falar do Yoshida, editor do Hiramaru, que é super rígido e tem umas cenas hilárias com o mangaká depressivo.

Ainda sobre os personagens, gosto muito da Miyoshi, que é melhor amiga da Azuki e acaba se metendo na história como alívio cômico - apesar de ter suas próprias cenas dramáticas aqui e ali que são lindíssimas. A própria Azuki, cuja personalidade não é bem mostrado no começo, à medida que o enredo avança vai mostrando novas faces e nos conquistando pouco a pouco. Ela e o Mashiro são dois cabeças-duras teimosos e isso leva a várias situações angustiantes/hilárias/*facepalm*.



Bakuman é uma história muito bem construída que fala sobre sonhos, integridade e determinação. E, para além da parte emocionante, é também divertidíssima e com certeza vai te arrancar umas risadas durante a leitura. Cheio de personagens bem feitos e carismáticos, é impossível não amá-los, torcer por eles e ficar a cada capítulo mais ansiosa para ver o que eles vão fazer.  A coisa que eu mais gostei em Bakuman foi aquela rivalidade saudável dos personagens, que tornava toda a história mais excitante e cada encontro entre os mangakás mais impactante. Nunca vi uma história tratando a competitividade de uma maneira tão linda como em Bakuman, então a maior parte dos meus pontos com esse mangá foi por isso )o)

Em aspectos mais técnicos, o enredo corre maravilhosamente bem, te prende completamente do começo ao fim e tem um final bonito e digno. Cada obstáculo no caminho da dupla protagonista faz toda a diferença no desenvolvimento deles e é bem legal ver essa evolução. O desenho é básico mas muito bem feitinho, com fundos detalhados e aparências marcantes para cada personagem; além daquele desenho impactante de tirar o fôlego nas cenas mais importantes, o que é uma característica necessária para um mangá ser bom para mim u.u

No mais, Bakuman entrou com honras entre os meus mangás preferidos (sei que sempre digo assim, mas é que sempre é verdade) por ter exatamente tudo que cria uma boa história para mim: personagens apaixonantes, um enredo que te prende e um final digno. Recomendadíssimo! Para quem já gosta do gênero, para quem não conhece a para quem tem um certo preconceito. Talvez não entre para os favoritos como eu, mas tenho certeza que vai valer a pena =w=


Um adendo: li o primeiro volume de Bakuman físico, mas o resto da série li inteiro pelo aplicativo Mangás Brasil para android (veja aqui). Não lembro se falei sobre ele aqui, mas gostei bastante dele e me foi bem útil pra ler vááários mangás. Ele tem um acervo bem grande e é super prático. Os únicos problemas que encontrei foi que vários mangás estão desatualizados e só é possível ler com internet (ou seja, sem opção de ler offline ;w;). Fora isso, é um ótimo app e recomendado. Vou baixar outros leitores de mangás e conto pra vocês o que acho - talvez até faça um post só sobre apps úteis, que tal? =w= Me digam o que acham.

É isso, gente~ Acho que ficou grande e pouco técnico, como sempre, mas gostei )o) Não ficou mal-explicado nem difícil de entender, né? Me avisem o que posso melhorar :) Agora que terminei Bakuman bateu uma leve depressão, mas voltei a ler Haikyuu e estou quase terminando Aoharaido, então a tristeza passou rapidinho ♥ Estou lendo bem mais mangás ultimamente, por causa do aplicativo, então esperem mais resenhas de mangás por aqui \o/

Bye bye~ ♥

6 comentários :

  1. Olá, Hannah!
    Aqui é a Yuni de Cheshire (avá), diretora do projeto Neverland High. Vim avisar que lançamos o primeiro desafio.
    Ah, não se preocupe, não passarei aqui sempre, é que por termos demorado bastante, fiquei receosa que tivesse nos ignorado, entende? (culpa minha, óbvio, por ser atrasada)
    Sayonara >u<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hannah, sou sua dupla no desafio do projeto Neverland High, iremos fazer o desafio juntas! Vamos primeiramente se conhecer e evoluindo o desafio,ok? entra em contato pelo meu e-mail: isynhaasweet@gmail.com
      Beijos <3

      Excluir
  2. Hannah, adorei a resenha <3 e não sabia que Bakuman já tinha terminado, super lerei agora u.o E eu já entendia um pouco do 'mercado' de mangás no Japão - depois de acompanhar muitos você descobre o poder das enquetes e como mangás podem ser facilmente cancelados >: Sdds Magico!
    Eu acho digníssimo um post com os apps úteis, principalmente de leitura de mangás, pf *w*
    E antes de ir: http://i156.photobucket.com/albums/t35/kawasumishana/toHannah.gif

    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Shana-san <3 Obrigada *u* Já terminou há um tempinho, os autores vão até iniciar uma série nova em dezembro \o/ Eu não sabia nada, foi interessante aprender >.< Em Bakuman tem até uma certa crítica sobre esse "poder das enquetes", os mangakás acham injusto, é bem legal~
      Vou fazer sim! Estou testando vários apps pra ficar bom o post ;)
      Obrigada pela plaquinha ♥♥♥

      Excluir
  3. Hannaaaaaaah~
    Admito que só li o começo do post por motivos de: estou assistindo o anime ainda, indo pra segunda temporada. Sou super ansiosa e já é uma luta pra eu não ir pulando os episódios pra ver se deu tudo certo, então se tiver algo aí que me incite, babou XD

    Mas amo a estória! E até me identifico e levo algumas lições pra vida, já que pretendo publicar pelo menos uma obra antes de virar comida de planta -q (que mórbido, eu sei z.z )
    Gente, eu me viciei de tal forma na primeira temporada que não parava nem para as refeições, foi brabo kkkkkkk
    O sonho deles e a batalha pra chegar lá é simplesmente inspirador, além da promessa do meu ship ♥ que coisa mais kawaiidesumente amour~

    Fico feliz que tenha gostado também >oo<

    Kissus moça~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nayoooooooou~
      Como eu disse no post, nem senti tanta vontade de ver o anime depois de ler o mangá, por motivos de: É MUITO BOM. Não sei se o anime consegue superar, mas assim que tiver tempo vou ver =w=
      A estória é incrível! É muito bom pra quem tem interesse em escrever histórias ou desenhar mangás. Admito que senti uma vontade enorme de tentar a sorte nos mangás depois de ler Bakuman )o) "pretendo publicar pelo menos uma obra antes de virar comida de planta -q" estamos juntas XD
      Eu tive a mesma reação com o mangá, passava horas lendo sem parar~ Bakuman é simplesmente muito lindo ♥ Mas o meu ship de verdade nem é Mashiro x Azuki em Bakuman, é Takagi x Miyoshi! Não sei até onde você já chegou no anime, mas Takagi e Miyoshi foi motivo de muitos ataques de fangirl no mangá para mim xD

      Excluir

Deixe um comentário! Não se esqueça de pôr o link do seu blog (caso você tenha um, é claro) para eu dar uma olhadinha lá depois.
Kisses!